Sempre acostumado com a vida de luxo, filhos de Eike Batista não estão demonstrando muita preocupação com a prisão do pai, que foi detido esta semana pela Polícia Federal ao chegar de Nova York. #Thor, filho mais velho de #eike com a modelo Luma de Oliveira, leva uma vida de ostentação, viagens caras, restaurantes sofisticados e suítes presidenciais. Ele namora a modelo Lunara Campos, e na companhia da musa, tem aproveitado bastante cada uma de suas viagens.

Recentemente os dois estiveram em Dubai, nos Emirados Árabes, onde se hospedaram no luxuoso Emirates Palace Hotel, onde uma diária chega ao equivalente a R$ 5 mil. A ostentação não para por aí. Quando foram às ilhas Maldivas, o voo, de primeira classe obviamente, que saiu do Rio, custou nada menos que R$ 40 mil para cada passageiro.

Em dezembro ainda deram um passeio nada modesto pela Europa, onde estiveram na Alemanha e na França. Ao chegarem na Inglaterra, eles se hospedaram no Shangri-La Hotel, em Londres, onde as diárias chegam a custar R$ 39 mil. Thor, de 25 anos, é diretor-presidente de uma das empresas do pai.

O irmão mais novo, Olin Batista, de 21 anos, também não fica atrás. Amante de viagens internacionais (e caras), no último ano ele passou por Barcelona, Alemanha, Caribe e Las Vegas, este último na companhia dos amigos. Olin é DJ, e seu cachê está em torno de R$ 7 mil. Além disso, ele recebe uma mesada do pai no valor de R$ 20 mil.

É possível acompanhar o alto padrão de vida dos irmãos Batista pelas suas redes sociais. A rotina de luxo é sustentada pelos negócios do pai, que estão sendo investigados pela operação Eficiência, deflagrada na última quinta-feira. Eike Batista está sendo acusado de pagar R$ 16 milhões em propina. Ele, que já foi considerado o homem mais rico do Brasil, teve o seu pedido de prisão preventiva expedido desde o início do mês de Janeiro, e até o momento não se sabe como Eike conseguiu passar pelo guichê da Polícia Federal para viajar a Nova York. Esta semana ele chegou ao Rio escoltado e já esta detido em Bangu I. #Famosos

(Vimos em blastingnews.com)