kelly e charlie 0916 400x800

A veterinária Kelly O’Connell, de Denver, no Estado de Colorado, nos EUA, adotou o labrador Charlie Bear em 2002. Na época, ela tinha 19 anos e ainda morava em Nova York, onde ele tinha sido abandonado. O cão tornou-se seu amigo inseparável e conviveu com ela durante todos esses anos. Em abril passado, o cão foi diagnosticado com um tumor no cérebro.

Kelly e seu agora marido James Garvin queriam muito que Charlie participasse da cerimônia de casamento e estivesse no altar ao lado deles, mesmo estando muito doente. E foi o que aconteceu. Charlie uniu forças e foi caminhando até o altar.

Contudo, por estar muito debilitado, o cão não conseguia se levantar da grama e sair do altar. Em entrevista à ABC News, Kelly disse que ao ver que seu cachorro não conseguia andar, ela e sua irmã Katie se ajoelharam e começaram a chorar. Ela conta que, neste momento, realmente percebeu que seu amigo de anos havia envelhecido e eles não tinham mais muito tempo juntos.

Atitude emocionante

charlie sendo levado 0916 400x800

Foi aí que a irmã e madrinha da noiva, Katie Lloyd, decidiu levar o cachorro de grande porte no colo. A fotógrafa e amiga da família Jen Dziuvenis, que fotografava o casamento, conseguiu registar este momento emocionante e as fotos viralizaram.

“O corredor era bem pequeno e eu não sou uma garotinha que não pode se sujar”, contou Katie em entrevista ao Daily Mail. Ela também relembrou que os convidados disseram para ela deixar o cachorro para trás, já que ele não conseguia andar.

charlie sendo carregador 0916 400x800

“Foi quando eu gritei: ‘Eu não vou deixá-lo’! Peguei-o no colo e o levei”, afirma. Em um comentário no Facebook, ela disse que todos recuaram então ela, como irmã da noiva, teve que carregar o seu "sobrinho" cachorro.

Infelizmente, Charlie faleceu no dia 9 de setembro, cerca de uma semana após a cerimônia de casamento de sua dona.

Repercussão das fotos

charlie no casamento de kelly 0916 400x800

A noiva ainda disse que fica feliz com a repercussão das fotos. “Isso nos faz lembrar que nós não estaríamos sentindo esta dor tão grande se [nossos animais] não nos dessem tantas alegrias”, comentou.

E não foram só as irmãs que se emocionaram. A fotógrafa disse que ela e os convidados ficaram igualmente tocados com a cena. “Foi muito emocionante. Todo mundo estava chorando, incluindo eu. Em uma família que ama cachorros e os tratam como parte da família, esta foi a coisa mais doce que ela poderia fazer para a sua irmã”, comentou Jen.

Amizade entre animais

(Vimos em vix.com)